Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Pauline Costa’

Parece ser nada divertido viajar para São Paulo. Um monte de prédios altos, uma vista totalmente cinza e aquele cheiro nojento de poluição. Mas está hora de mudar seus conceitos, o que eu quero dizer é: essa é a hora.

 

São Paulo – Litoral

Foto: Pauline Costa

Antes de passarmos pela capital, vamos nos preparar psicologicamente, vamos relaxar, ou seja, vamos para o litoral!

A cidade de Santos surpreende, é uma cidade linda! Tem de tudo, é agradável aos olhos e é rodeada de outras praias maravilhosas que também vale conhecer. Algumas oferecem serviços com preços elevados, por atrair bastante turista eles aproveitam pra abusar do bolso de nós, pobres coitados. Aliás, coitados nada, porque no nosso caso pesquisamos e conseguimos nos acomodar em lugares a preços justos.

Foto: Pauline Costa

Na foto do topo deste blog você pode observar um fragmento de um mapa do litoral de São Paulo. Passamos por quase todos esses lugares, é uma prainha do lado da outra, cada qual com suas peculiaridades.

Em Santos ainda visitamos o Museu do Café. Eu, como viciada apreciadora de café, adorei. Lá tem uma cafeteria bem interessante que serve os cafés tipo exportação, já que a parte boa do nosso café é exportada e o que compramos no mercado, se comparado, é um lixo. Vale a pena provar o que temos de bom em café e nem sabemos.

Foto: Pauline Costa

A Ilha Porchat, localizada na praia de São Vicente, merece destaque e, o hotel, com este mesmo nome, também. Tem piscina, bate com o mar e tem uma vista maravilhosa, especialmente à noite.

Um dos dias mais divertidos da viagem foi o dia em que fomos ao Wet’n Wild. Um parque aquático com padrão americano localizado na cidade de Itupeva que é fantástico e disponibiliza diversão em brinquedos para todas as idades. O ingresso, para um dia inteirinho no parque, é em trono de apenas R$35,00. Fora os custos com alimentação, mas se não quiser gastar com isso é só fazer um ranchinho no mercado, guardar numa mochila e entrar bem feliz no parque. Mas não posso deixar de citar que a comida lá dentro é muito gostosa e tem até cervejinha geladinha! Delícia! Eu aconselho o brinquedo Crazy Drop… e também aconselho ficar horas passeando sentado naquelas bóias que dão volta em um riozinho em torno do parque inteiro.Visite o site do parque para poder ter uma idéia do que estou falando.

Foto: Pauline Costa

Em Itupeva também tem o Hopi Hari. Fomos mas não é tão emocionante assim, estava muito quente e asfilas para os brinquedos eram enormes, o que nos desanimou.

Foto: Pauline Costa

Mais sobre o litoral paulista no site Praias de SP.

E para ter a garantia da comida sempre ser boa, é só se dirigir ao Carrefour mais próximo. Há plaquinhas nos direcionando ao Carrefour por onde quer que passemos.

 

São Paulo – Capital

Bom já que estamos em SP não custa dar uma passadinha na capital. Jamais, em hipótese alguma, nunca (está bem claro?) vá à capital cinzenta sem visitar a 25 de março. Se for mulher irá se deliciar com pares de brincos a R$1,00 ou R$2,00, pulseiras a R$3,00 ou R$4,00 e colares lindos e maravilhosos a R$8,00. Aquelas mesmas bijus que encontramos por aqui por não menos que o dobro do preço de lá. Sem falar das bolsas e roupas vendidas pelos japinhas. Bolsas por apenas “tlinta e tinco leais”. É enlouquecedor! E ainda, a 25 de março tem site. Pensa o que? E não é só um. Visite a Vitrine, o Portal e o Site da 25.

Para os homens aconselho visitar a Galeria Santa Ifigênia. Lá pode ser encontrado todo e qualquer material eletrônico, entre outras bugigangas, claro, eletroeletrônicas.

Enfim,  ao contrário do que eu pensava antes de viajar, vale muito a pena conhecer São Paulo.

OBS: Todas as fotos da matéria foram tiradas durante a respectiva viagem.

Read Full Post »

Foto: Pauline Costa

Rivera traz consigo todo o glamour dos melhores e dos mais caros desejados perfumes. Rivera traz consigo toda a diversidade elegância de vinhos e bebidas alcoólicas, sem falar do sabor do doce de leite. Na verdade, o que interessa, é que Rivera, acima de tudo, traz consigo toda a felicidade de se pagar tudo pela metade do preço daqui! Ô beleza!

A comida é ruim, as construções são da era paleolítica (a grande maioria não são cuidadas, antes fosse, seria um ponto a mais para a cidade)… mas tudo bem, afinal, para pagar R$20,00 um Amarula que aqui é encontrado por não menos que R$50,00, vale a pena a viagem.

A estrada a caminho da fronteira é longa, quase sem curvas (dá pra acelerar um tanto naquelas estradinhas!), passando por paisagens repetitivas, mas bonitas.

Os hotéis estão caindo aos pedaços, mesmo os mais caros, como no caso do que eu fiquei… mas não precisa dormir lá mais que uma noite para conseguir usufruir de todos os Free Shops espalhados, quase que em uma só rua. E até que é divertido pegar aqueles elevadores mais que antigos, tomar refri em garrafinha pequena em toda bodega e gritar pela janela: Buenos dias muchachos e muchachas!

A parrillada, prato típico do Uruguai, é uma comida que não me agradou muito e olha que amo carne!  Sim, eu tentei encarar, mas não dá pra provar miúdos depois de vê-los. E para acompanhar, um delicioso pomelo (e aí você me pergunta: o que é pomelo?) olha, eu não sei bem o que é, mas pelo que eu pude observar é um liquido gaseificado com gosto de limão mais que maduro, dizem que é feito com um tipo de limão diferenciado.

Apesar dos pesares não desista de fazer esta viagem! Lá também tem coca-cola e o Pringles é demasiadamente barato, basta ir ao free shop mais próximo. E, de sobremesa: alfajor milka. Eles adoram doce de leite! Fomos em uma padaria em que havia MUITA variedade… só de formas, mas o sabor era o mesmo em todos os doces: doce de leite. Tinha rodinha, quadradinho, bolinho, canudinho, docinho… todos recheados com adivinhem o que? Doce de leite.

E agora,  vamos falar do que interessa em Rivera:

– Perfumes muito baratos
– Cosméticos de todos os tipos e também muito baratos (desde aqueles lances frescos de Victoria Secret, até Pond’s, que ultimamente está em falta no Brasil)
– Vinhos, licores, cervejas, absintos, whiskys e quaisquer outras bebidas com contenham alcool. Que perdição!
– Pringles, MM’s, pimentas (Tabasco de tipos variados), alfajores Milka
– Azeites e demais especiarias para tempero
– Eletrônicos
– Eletrodomésticos

…e muito mais, o preço de alguns dos produtos que são vendidos por lá você pode ter uma idéia conferindo nos sites das Free Shops:

http://www.mastrodigital.com.br/

http://www.sineriz.com.uy/

http://www.free-rivera.com.uy/

Foto: Pauline Costa

Atenção! Eles estão localizados muito próximos uns dos outros, mas há diferença de preços entre eles, portanto é bastante interessante pesquisar antes de comprar!

Ah, esqueci de apresentar os dados básicos: Rivera é uma cidade do Uruguai, vizinha da cidade brasileira Santana do Livramento. Constitui uma curiosa região binacional, denominada Fronteira da Paz, com aproximadamente 180.000 habitantes, que vivem de forma integrada. A Fronteira da Paz você pode observar na foto ao lado, quando estávamos fotografando fomos muito bem recebidos por uma habitante um tanto expansiva e totalmente desconhecida, mas que conseguiu se “integrar” a foto e é isso que interessa.

Outra informação totalmente útil é a de que, sinto informar, há um limite de compras que é de US$ 300 por pessoa. Compras acima desse valor devem ser declaradas na Receita Federal para o pagamento do imposto de importação correspondente para que o produto possa entrar legalmente no Brasil. Imposto? Daí já não vale mais! Fique dentro dessa cota, garanto que dá pra aproveitar bastante.

Outra dica que devo destacar é referente aos aparelhos eletrônicos. Verifique antes da compra se é correspondente ao que você tem em casa, porque como tudo lá é antigo, até o esquema de voltagens em Rivera é jurássico diferenciado, então não vai valer a pena comprar algo que não funciona por aqui!

Foto: Pauline Costa

A cidade que faz fronteira, Santana do Livramento, é minada de camelôs e deles não são exigidas notas ficais, portanto, aproveitem também para desfrutar de óculos de sol por apenas R$10,00 e demais produtos oferecidos com o já conhecido jeito chinês de fazer.

Hospedagem e demais informações você pode encontrar no GUIA DE RIVERA (em espanhol) e no GUIA DE RIVERA (em português).

E boa sorte muchachos!

PS: Esse é um texto opinativo, ninguém tem a obrigação de concordar comigo, essa foi a minha perspectiva após a primeira viagem que fiz para lá.

Read Full Post »

Foto: Pauline Costa

Após falarmos de Gramado e Canela em matéria publicada anteriormente aqui, resolvi agora falar das cidades de Garibaldi, Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, que também são localizadas na serra gaúcha.

Comecemos por Garibaldi, que é onde pretendo focar mais. Cidade pequena, intitulada como capital brasileira do champanhe, bebida alcoólica gostosa, maravilhosa, saborosa hmmmmm… enfim, elaborada através da uva, que é cultivada aos montes na região. Neste ano, em outubro, acontece a Fenachamp. Confira no site do evento a programação.

Garibaldi (um dia foi Conde D’Eu) foi colonizada por europeus, e até hoje traz fragmentos destas culturas para a região, no caso, a cultura alemã e, principalmente, a italiana.

A cidade também leva o título de maior produtor de frango do Brasil, o que não convém muito destacar nessa matéria, vamos tratar mais glamurosamente do tema, vamos lembrar do champanhe e esquecer os frangos, ok?

Garibaldi é bonita. Basta andar pelas ruas do centro e observar a arquitetura e as estátuas que enfeitam praças e igrejas.

Foto: Pauline Costa

 

Foto: Pauline Costa

Foto: Pauline Costa

 

Foto: Pauline Costa

Foto: Pauline Costa

O museu de Garibaldi é um lugar bem interessante, lá é possível conhecer mais sobre a história da cidade e admirar objetos que estão relacionados a ela. Um exemplo do que quero dizer está nessas imagens a seguir:

 

Foto: Pauline Costa

 

Foto: Pauline Costa

 

Foto: Pauline Costa

Muito bonito, não?

A comida típica da região é a italiana: polenta, linguiça, massas. Tudo a base de leite, farinha, fritura e açúcar, tudo engordante gostoso demais!

Foto: Pauline Costa

Foto: Pauline Costa

 

Foto: Pauline Costa

 

Bento Gonçalves também se rendeu ao cultivo da uva, é a cidade do vinho. Repleta de vinícolas, assim como Garibaldi, Bento é maior mas oferece tanto entretenimento quanto Garibaldi.

Carlos Barbosa, a menor cidade entre as três, é a cidade do queijo. Eu sou tarada por qualquer coisa que tenha queijo. Todo ano acontece a FestiQueijo, onde você paga um tanto para comer a vontade e se deliciar com a degustação de vinhos que as próprias vinícolas disponibilizam em tendinhas no local do evento. A data para este ano já está marcada, entre no site e confira a programação.

Agora imagine: champanhe, vinho e queijo, o que mais se quer dessa vida? Chocolate? Ok. É só dar uma passadinha em Gramado e Canela após essa viagem para buscar a sobremesa, afinal fica logo aí.

Um vídeo muito legal que encontrei de um turista que viajou para a serra:


O interessante é que no vídeo aparecem muitos dos lugares em que fotografei!
Observe.

Mais dicas:

Portal da Serra Gaúcha:
http://www.serragaucha.com/

Reserve o seu passeio na Maria Fumaça:
http://www.mfumaca.com.br/passeio.htm

Conheça mais os pontos turísticos de Garibaldi:
http://www.garibaldi.rs.gov.br/

Conheça mais os pontos turísticos de Bento Gonçalves:
http://bentogoncalves.com.br/
http://www.bentogoncalves.rs.gov.br/

Conheça mais os pontos turísticos de Carlos Barbosa:
http://www.mfumaca.com.br/

Cultura na Serra Gaúcha:
http://www.serracult.com.br/

OBS: Todas as fotos da matéria foram tiradas por mim em uma viagem à Garibaldi

Read Full Post »

Inicio esta matéria especial com este vídeo para ir mostrando só um pouquinho das belezas de Porto Alegre, a capital do Rio Grande do Sul. Além das imagens, preste atenção também na música.

Posso estar indo contra os princípios deste blog, mas admito: Porto Alegre não é cidade para turista, não é cidade para passar alguns dias conhecendo e depois se mandar. Porto Alegre é cidade para morar, crescer, viver e apreciar cada canto e encanto que ela pode nos oferecer.

Não nasci em Porto Alegre, este post pode ter uma tendência ao sentimento que tenho pelo lugar onde eu nasci, não nasci na capital, mas tenho orgulho do meu Estado.

De qualquer maneira, para quem não teve a sorte de nascer por aqui, vou apresentar esta cidade para que ao menos tenham a chance de conhecer e quem sabe através deste post se motivem a visitar a maravilha que é Porto Alegre.

Além da diversidade cultural que a cidade oferece: teatros, museus, eventos culturais de todas espécies,

Porto Alegre, apesar de ser capital, é verde. Ao percorrermos as ruas podemos observar árvores espalhadas por todos os cantos, canteiros bem cuidados pelos moradores e praças encantadoras que atraem crianças, jovens, adultos e idosos nos finais de semana, convite perfeito para um chimarrão com os amigosno gramado enquanto conversamos sobre a vida.

O clima aqui é muito bom, porque vivemos intensamente as 4 estações. No verão é realmente calor, e no inverno o frio é de rachar. Delícia!

Aguns lugarzinhos legais que merecem ser conhecidos quando você vier nos visitar:

Auditório Araújo Viana Logicamente vou te convidar para dar um passeio na Redenção e este auditório fica logo alí ao lado. Por que? É bonito e ponto.

Redenção – Se você não for a Redenção no domingo você realmente não poderá dizer que foi à Porto Alegre, muito menos que conhece o povo gaúcho. Na verdade este espaço fica aberto todos os dias a qualquer hora, é um parque aberto, mas aos domingos a gauchada se reúne para confratenizar, papear, beber uma ceva, tomar um chima sentado no gramado lagartiando (pegando sol).

Usina do GasômetroA primeira foto deste post mostra um pouquinho do Gasômetro, que também é ponto de encontro nos finais de semana. O Gasômetro foi uma antiga usina de geração de energia que hoje é um grande centro cultural, sendo palco de diversas manifestações artíticas. O famoso pôr-do-sol às marges do Guaíba é um dos cartões postais de Porto Alegre e realmente é muito bonito.

Foto: Pauline Costa

 

O LaçadorA estátua do laçador é um monumento que também é cartão postal, não só de Porto Alegre, representa também o Rio Grande do Sul, o povo gaúcho. O laçador, réplica feita do tradicionalista Paixão Cortês, é uma homenagem feita a cultura gaúcha e é ponto turístico. Há pouco tempo ele mudou de lugar, foi colocado em uma praça onde os turistas tem fácil acesso para fotografar, em uma praça com estacionamento e uma bela vista do céu limpo da capital, ou seja, sem prédios ao redor, afinal esta ao lado do aeroporto Salgado Filho.

Churrascaria do CTG 35 Roda de Carreta A música típica do sul, logicamente, é a gauchesca. A comida é o churrasco. Nesse restaurante você encontra as duas coisas, e muito bem servidas. É a churrascaria do primeiro e mais importante Centro de Tradições Gaúchas, undado no centenário da Revolução Farroupilha, em 1935, é um lugar especial para turistas. À noite a semana e no almoço se domgindo, há apresentações de música ao vivo e dança típica. Espeto corrido, com dez variedades de carne buffet de saladas, dezoito pratos quentes e doze pratos frios. Essa atração também não dá pra faltar!

Casa de Cultura Mario Quintana Linda demais! Essa casa rosada tem cinemas, cafés, teatros, espaços para exposições e tudo que envolve a cultura da capital. Visite o site e saiba mais.

Bar Opinião – Uma das casas de shows mais antigas de Porto Alegre.

Como eu havia citado antes, Porto Alegre é uma cidade que valoriza demais a cultura, um dos projetos que mostra isso é o concurso de poesias da cidade, onde as melhores são selecionadas e vão parar nos trens e ônibus da cidade.

E para finalizar a matéria e despertar a curiosidade em você, curioso intenauta e possível turista, assista mais um vídeo de Porto Alegre, uma homenagem feita a cidade. A música ao fundo também é muito bonita. Confira:

Garanto que se vieres conhecer não se arrependerá!

Saiba mais sobre Porto Alegre:

http://www.capitalgaucha.com.br/

http://www.portoalegre.tur.br/

http://www.portoalegre.rs.gov.br/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Porto_Alegre

Read Full Post »

Vista da cidade de Gramado

Foto: Pauline Costa

 

As cidades de Gramado e Canela, situadas na serra gaúcha, são rotas turísticas bastante visadas nacionalmente.

A cidade de Gramado é conhecida como a cidade que tem a melhor estrutura turística do Rio Grande do Sul e é, hoje, o principal destino turístico do Estado e o quarto do Brasil. O município tem em torno de 31 mil habitantes, e atrai anualmente cerca de 2,5 milhões de turistas.

O porquê disso tudo está na comodidade oferecida pelos hotéis e pousadas, a gastronomia sofisticada e o clima frio. As vistas, a vegetação e a arquitetura padronizada de Gramado também merecem destaque, tornando-a encantadora, quase que uma cidade cenográfica.

 

Os principais pontos a serem visitados em Gramado são:

O Lago Negro

Foto: Pauline Costa

O Lago Negro – O lago foi construído artificialmente sobre as cinzas de um incêndio ocorrido na década de 40, que comprometeu a vegetação nativa que existia ali. Os moradores daquela área, na época, encontraram uma vertente, canalizaram a água, drenaram o solo e acabaram criando um dos cartões-postais mais conhecidos de Gramado. Lá podemos andar de pedalinho, passear em volta do parque em um carrinho e aproveitar toda a beleza que o local tem a oferecer. É um passeio um tanto romântico. Aliás, a serra gaúcha é totalmente conveniente para românticos casais turistas, assim como para a família, pois as crianças também têm muito o que aproveitar em uma viagem como essa. Veja mais a seguir:

Foto: Pauline Costa

Cafés coloniais – Em Gramado, assim como em Canela, vários restaurantes oferecem um verdadeiro banquete, intitulado lá como Café Colonial, onde são servidos pães, geléias, frios, salgados quentes, bolos, tortas, buffet de sobremesa, entre outras iguarias e ainda: sem limite. O café colonial é cobrado por pessoa e o consumo é ilimitado. Para beber pode-se optar por vinho ou por um simples cafezinho bem servido. E eu garanto que realmente é um banquete! Vá bem preparado.

O Natal – O forte do turismo na região é na época do Natal. Já no Parque Aldeia do Papai Noel , onde fica a casa do Papai Noel na América Latina, é Natal o ano inteiro. Lá está a fábrica de presentes do Bom Velhinho, que acompanha tudo de perto, sentando em sua poltrona sempre disposto a conversar com os visitantes e tirar fotografias. Tem até renas vivas no parque, que lançou na última temporada natalina uma nova área verde, com trilhas testadas e aprovadas por Papais Noéis de todo o Brasil. Na época do Natal, entre os meses de dezembro e janeiro, acontece o Natal Luz, um evento memorável e lindíssimo, que também vale conhecer, especialmente se tiver na companhia de crianças.

Além das opções citadas acima, você encontra muitas outras pesquisando nos sites de Gramado que são bem informativos e respondem a qualquer questão referente as maravilhas que podem ser encontradas por lá.

 

Os principais pontos a serem visitados em Canela são:

Lojas de Chocolate – As lojas de chocolate, que assim como em Gramado, os chocolates de Canela são muito gostosos. Eu aconselho provar o chocolate da Florybal, onde há diversidade de sabores nos chocolates artesanais e lá pode-se encontrar desde chocolate com pimenta, até chocolate com licores, em vários formatos e cores. Delícias com o preço bem acessível.

Alpen Park – A meu ver, a melhor atração da região, porém, uma das mais caras. A tirolesa que tem no parque, com uma descida por cabo aéreo com 300m de trajeto e a 50m de altura é maravilhosa!!! E eu, logicamente, não perdi a oportunidade e me aventurei nessa descida.

Num local com 60 hectares de natureza exuberante, a principal atração do Parque são os trenós individuais que descem a montanha numa espécie de montanha russa, com quase 700m de descida e 300m de subida. Importado da Alemanha, o equipamento é único na categoria no sul da América, tendo mais de 50 similares no mundo inteiro. O parque também oferece a prática de arvorismo, entre outras diversões, além de uma loja de chocolates dentro do parque.

Foto: Pauline Costa

A Catedral de Pedra – Construída em estilo gótico inglês, possui uma torre de 65 metros de altura. Com dezenas de vitrais lindíssimos e várias pinturas sacras. Entre as atrações citadas aqui, há tantas outras… para saber mais aconselho que pesquisem nos sites das cidades para saber o que é de seu agrado, opções não faltam.

PS: As fotos desta matéria foram todas tiradas em minha viagem à serra.

 

 

 

 

Programe sua viagem! Sites interessantes para pesquisa de hotéis, restaurantes e demais atrações da serra gaúcha:

http://gramadosite.com.br/

http://www.gramado.rs.gov.br/

http://www.gramado.com.br/

http://www.canelaturismo.com.br/

http://www.canela.rs.gov.br/

http://www.canela.tur.br/

Read Full Post »